Marca "Havaianas" vira grife de roupas

A marca Havaianas vai virar grife de vestuário e deverá comercializar produtos de moda casual e praia, com peças vendidas na rede de lojas exclusivas da marca no Brasil. Além disso, 80 novas lojas serão inauguradas. Saiba mais.

A marca Havaianas vai virar grife de vestuário a partir do segundo semestre do ano que vem. Uma equipe de 20 criadores já foi contratada para desenvolver produtos e estamparias de moda casual e de praia. As peças serão produzidas em fábricas de terceiros e vendidas na rede de lojas exclusivas da marca no Brasil.

A empresa possui hoje cerca de 300 lojas no Brasil e 120 no exterior. No ano que vem, a rede vai ganhar um reforço de mais 80 lojas, das quais dez no exterior. Mas as lojas exclusivas representam apenas 1,5% das vendas totais de R$ 3 bilhões das Havaianas, cujas sandálias podem ser encontradas até em vendinhas de beira de estrada nos mais remotos cantos do país.

“As lojas exclusivas dão dinheiro, são rentáveis, mas funcionam mais como um instrumento de marketing, um ponto de contato do consumidor com a marca. Não faz tanto sentido como negócio”, diz o presidente da Alpargatas, empresa dona da Havaianas, Márcio Utsch.

A Alpargatas também tem planos de expansão para a divisão de moda de luxo, com a aquisição da grife carioca Oslken no início deste ano. Além de ampliar o numero de lojas de Osklen no Brasil e no exterior, a empresa planeja novas aquisições na área de moda de luxo.

Nova fábrica. Foi inaugurada ontem, em Montes Claros, no Norte de Minas, a nova fábrica da Alpargatas. A unidade, considerada uma das mais modernas do mundo, será capaz de produzir quatro pares de sandálias por segundo e vai aumentar em 40% a atual produção da marca. A cada ano, serão produzidas 102 milhões de pares na unidade. A produção atual é de 260 milhões.

A fábrica demandou investimentos de R$ 279 milhões e ocupa uma área de 370 mil m², dos quais 53 mil m² de área construída. Segundo a empresa, serão gerados 2.500 empregos diretos e 3.000 empregos indiretos.

Fonte: O Tempo
 

FALE CONOSCO

Problemas com Direito Empresarial? Fale Conosco. Aproveite para conhecer mais sobre as nossas atividades em Direito Empresarial. Você também pode consultar nossos Artigos ou Notícias

  

Tags: 

Avaliar Conteúdo: 

Sem avaliações