Foto

Playboy indenizará mulher por foto sem consentimento

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve indenização estabelecida pelo TJ-SP que alterou o valor de indenização à advogada que teve foto publicada na revista Playboy, sem o seu consentimento.  Segundo o entendimento da Terceira Turma, o tribunal de segundo grau pode rever quantia indenizatória fixada em primeiro grau, ainda que o réu não tenha contestado a acusação que resultou na condenação.